casas de luxo em São Paulo

Alta demanda por casas de luxo em São Paulo

Compartilhe

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on twitter
Share on linkedin

Foi bastante noticiada a alta demanda por casas de luxo em São Paulo em 2021, bem como o mercado de luxo de forma geral. Isso porque a pandemia de covid-19 trouxe uma nova mentalidade para os brasileiros que agora, mais do que nunca, buscam por conforto e bem-estar na hora de escolher um novo imóvel.

O mercado imobiliário de luxo vai muito além do valor dos imóveis. A Coelho da Fonseca atua no ramo há mais de 40 anos, garantindo aos seus clientes tranquilidade durante todo o processo de compra e venda de imóveis, além de atendimento personalizado e uma experiência única.

 

Mercado imobiliário para casas de luxo em São Paulo

A alta demanda por casas de luxo em São Paulo bateu recorde histórico em 2021, mesmo diante das incertezas econômicas do país. Este é mais um sinal de que o Brasil tem se mostrado cada vez mais um oásis para o mercado de luxo, tanto internacional quanto nacional. 

Em São Paulo, este mercado apresentou crescimento significativo no ano passado, com a alta demanda dos compradores, somada com as taxas de juros baixos, o que gerou um aquecimento considerável no setor.

Segundo uma pesquisa realizada pelo DataZap+, houve um aumento na participação dos apartamentos de luxo em São Paulo que chegou a 3,21% maior em relação ao período de junho de 2020 a junho de 2021.

Outro dado interessante é que segundo a Associação Brasileira de Incorporadoras Imobiliárias (Abrainc) houve um número expressivo de vendas de imóveis com valores acima de R$ 1,5 milhão, ou seja, aqueles que se classificam para o SFI.

De acordo com a Abrainc, até julho de 2021 houve um aumento de 23% nas vendas de casas de luxo em São Paulo, com valores acima de R$ 1,5 milhão, em comparação ao mesmo período de 2020, totalizando 13.906 unidades.

Se incluirmos os lançamentos na conta, a demanda por casas de luxo em São Paulo teve um salto de 232% em relação a 2020, que contou com 23.989 lançamentos no período anterior. Segundo estes dados, o primeiro semestre de 2021 foi o melhor dos últimos 6 anos.

 

Mercado imobiliário de luxo em São Paulo

O recorde histórico da busca por casas de luxo em São Paulo mostra que o número de transações nos primeiros semestres de 2020 e 2021 foi maior do que nos primeiros semestres de 2019, 2018, 2017 e 2016 somados.

Segundo o Sindicato das Empresas de Compra, Venda, Locação e Administração de Imóveis Residenciais e Comerciais de São Paulo (Secovi-SP) foram quase 30 mil vendas de imóveis novos na capital paulista, sendo o período que mais houve vendas de imóveis desde o início da série histórica em 2014.

Segundo a Secovi-SP, 50% das moradias negociadas em São Paulo são de médio e alto padrão, enquanto no restante do país este número fica na casa de 30%. 

O valor do metro quadrado também acompanhou o crescimento do mercado, causando uma valorização expressiva nos valores das casas de luxo em São Paulo. 

Segundo o índice do Fipezap a valorização dos últimos 12 meses foi de 4,17%, deixando o preço médio na casa dos R$ 9,6 mil. Entretanto, em bairros como Moema, Itaim e Vila Nova Conceição este valor pode até triplicar, com lançamentos cujo valor do metro quadrado chega na faixa dos R$ 50 mil.

 

Casas de luxo em São Paulo: a nova forma de morar

A alta demanda por casas de luxo em São Paulo deve-se principalmente à busca por residências mais espaçosas, com garantia de privacidade e opções de lazer para seus moradores. 

A pandemia deu uma nova perspectiva sobre como vemos nossas casas e os locais em que moramos. Além disso, com o estabelecimento do home office tornou-se essencial ter espaços separados para trabalho e lazer dentro de casa.

Você também pode gostar de ler